Programação

Jovens com Síndrome de Down produzem cookies para comercialização na Capital

05/10/2020
Compartilhe:
|


Mais do que produzir delícias e agradar diversos paladares por meio de sabores e inovações na cozinha, a gastronomia tem também uma função social que vem sendo cada vez mais valorizada. Foi enxergando esse potencial que o chef de cozinha Edu Rejala idealizou, em 2015, o projeto “Cromossomo do Amor”, que surgiu como um meio de incluir portadores da Síndrome de Down no mercado de trabalho através da culinária. 

Agora, a novidade do projeto é a produção de cookies para comercialização. O objetivo, além de levantar fundos para a Associação Juliano Varela, é estimular o trabalho junto aos 7 alunos que participam da iniciativa. “Queremos que nossos alunos possam se profissionalizar na área da gastronomia e, futuramente, tenham um salário da cozinha colaborativa e que isso ajude no sustento deles”, explica o diretor da associação, José Luiz Varela. 

Ele conta que a ideia de fazer os cookies surgiu em agosto, em parceria com a Make Burgers. “Ofertamos aos clientes da hamburgueria que pediram lanche pelo delivery, um brinde, que foi o cookie produzido pelos nossos alunos”, detalha. Depois disso, veio o pensamento de comercializar esses produtos e gerar renda. “Pretendemos ampliar e fazer outros tipos de pratos, como doces, pizzas, pães”. 

E como forma de ajudar a divulgar a ação, o Clube Gourmet do Shopping Campo Grande abriu suas portas ao chef Edu Rejala, que gravou um vídeo no local para a ensinar a receita do cookie tradicional com gotas de chocolate. “Vamos fabricar novos cookies para venda, para que isso ajude a associação. Os alunos colocam a mão na massa mesmo, eles têm muita curiosidade e disposição para aprender e fazem tudo de forma muito especial”, elogia.

O vídeo com a receita completa será veiculado nas plataformas digitais do Shopping Campo Grande, Facebook e Instagram (@shoppingcampogrande). 

 

Peça sua Música
Obrigado por participar! =)
Tag3 - Desenvolvimento Digital